Sunday, December 13, 2009

 

EJA.


















Eu ainda não vivenciei esta experiência de trabalhar com EJA. Em uma das escolas que trabalho tem uma turma de EJA e infelizmente este será o último ano, pois o número de alunos não é suficiente para continuar.


Conversei muitas vezes com o professor responsável durante o semestre em busca de mais informações e subsídios para enriquecer o meu conhecimento.
Com o que coletei de informações sobre os alunos percebi que é de suma importância considerar a heterogeneidade desse público, quais seus interesses, suas identidades, suas preocupações, necessidades, expectativas em relação à escola, suas habilidades, enfim, suas vivências.
É fundamental perceber quem é esse sujeito com o qual lidamos para que os conteúdos a serem trabalhados façam sentido, tenham significado, sejam elementos concretos na sua formação, instrumentalizando-o para uma intervenção significativa na sua realidade e para que não acabe ocorrendo à evasão escolar.


É muito importante que o professor esteja atento à utilização dos dados que demonstrem os interesses dos alunos, para desenvolver suas atividades de forma mais significativa.
Esta clientela é composta geralmente por trabalhadores que chegam à sala de aula cansada de uma rotina exaustiva e realmente temos que tornar as aulas bem mais atraentes, respeitando o conhecimento prévio de cada aluno, e motivando-os para que sigam à diante.

Labels:


Comments: Post a Comment



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?